Artigos

Confira diversos artigos sobre saúde, musculação, etc. Fique por dentro das novidades

           Victor Rafael Alves de Sousa

 

UniFOA

FERP-UGB

MOTIVAÇÃO PARA TREINAMENTO FÍSICO 

A princípio citarei a ETIMOLOGIA da palavra MOTIVAÇÃO: Do Latim MOVERE, “deslocar, fazer mudar de lugar”. Este deslocar, fundamentalmente, no caso específico, se refere à condição psicológica que afeta diretamente o complexo físico,desfazendo a inércia ou a morosidade das atitudes.Este fenômeno,na minha interpretação,vem basicamente por duas vias:Uma endógena e a outra exógena.Sendo a endógena,aquela que evolui do próprio indivíduo,através do seu próprio sistema intrínseco,de seus sentimentos de luta e de glória,combatento com suas próprias armas o inimigo que habita sua moradia mental .Quer simplesmente seu bem estar geral,tanto físico quanto psicológico,tendo a consciência fundamentada em órbitas que dispõem de argumentos que nutrem a responsabilidade que o corpo também exerce nos seus atributos psicológicos e emocionais. Pessoas que sabem bem o que querem e enfretam quaisquer tipos de obstáculos, sendo eles de qualquer natureza,sem deixar qualquer fraqueza ser o dominante,possuem a motivação endógena que de nada externamente depende.No máximo suplementa.Não necessitando de sons ,de público,de espelhos com respostas às suas vaidades ou narcisimos exacerbados. Já a motivação exógena, é aquela que necessita de mecanismos que praticamente impulsionam o indivíduo ir de encontro, e não ao encontro,do objetivo que por ele,ou por outro foi proposto.Sendo extremamente necessária e prioritária em seus treinos a audição de determinados ritmos musicais,platéia para ele atrair através de grande quantidade de peso,manejados equivocadamente e até de gritos totalmente desnecessários e abusivos. Outros precisam de roupas de marcas caras para salientar seu estatus, sua classe social, fazendo questão unicamente de evidenciar a tribo a qual pertence. Infezmente, estes indivíduos não se conscientizaram que a introspecção é extremamente necessária para se obter a próxima posição da relação neuro-muscular.Quanto mais focado o elemento estiver no seu desempenho,mais resultados positivos ele constatará,maior será o recrutamento de fibras musculares,mas aquele que vai para se deliciar coma intenção de apreciação e envolver outros com sua fragrância de seu perfumes importados (não querendo dizer que a higiene não é importante) estará cada vez mais distante do que um dia,ou uma década desejou para si. Certos indivíduos, que não dispõem de recursos para adquirirem certas substâncias,enfraquecem seus esforços e, por conta disso,até se afastam definitivamente dos pseudos objetivos . Assim se pode,definitivamente ,constatar que estes dois aspectos da motivação são demonstração que alguns são fortes e outro estão fortes. A motivação nos dá a convicção de que não há limites, mas sim desistência. Segundo a semântica da palavra: Motivação é um impulso, um sentimento que faz com que o indivíduo aja para atingir seus objetivos. Motivação é o que faz com que o indivíduo dê o melhor de si, faça o possível para conquistar o que almeja e, muitas vezes, acaba até mesmo sobrepujando outros indivíduos. Victor Rafael Alves de Sousa CREF 010342-P/RJ

Referências:
Bakurau,Reury Frank.Hipertrofia e Hiperplasia:Fisiologia,Nutrição e Treinamento.Phorte Editora,2005.
Ide,Bernardo Neme.Fundamentos do Treinamento de Força,Potência e Hipertrofia nos Esportes.Phorte Editora,2008.
Jornal da Musculação e Fitness nº66.Março/Abril,2007.

Contatos: 24 9904.8804 | juniorfacchina@hotmail.com

© 2013 by JUNIOR FACCHINA. All rights reserved